Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.idp.edu.br//handle/123456789/3859
Título: Rainhas, damas e perigosas? As visões da mulher criminosa no “Baralho do crime baiano” e a criminologia crítica brasileira
Tipo: Dissertação
Autor(es): Ferreira, Carolina Costa
Alves, Maria Brito
Palavras-chave: Baralho do crime;Criminologia crítica;Mulheres autoras de crime;Gênero;Tráfico de drogas
Data do documento: 2021
Citação: ALVES, Maria Brito. Rainhas, damas e perigosas? As visões da mulher criminosa no “Baralho do crime baiano” e a criminologia crítica brasileira. 2022. 113 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Direito Constitucional). – Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa, Brasília, 2021.
Resumo: Rainhas, damas e perigosas são termos utilizados para se referirem às mulheres autoras de crimes, em específico, as que compuseram o “Baralho do Crime” no Estado da Bahia. Buscouse, a partir do método qualitativo da Análise do Discurso, identificar os códigos e as representações das mulheres criminosas e suas possíveis interseções com o campo criminológico crítico. O processo de constituição desta ferramenta pela Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia e as mulheres nela inseridas compuseram a primeira parte da dissertação. No segundo capítulo, a interpretação dos discursos emitidos sobre as mulheres do “Baralho do Crime”, questões raciais e a perspectiva de gênero explorada pela Criminologia Crítica Brasileira foram abordados. As lacunas discursivas e epistemológicas sobre as mulheres autoras de crimes deram a tônica do terceiro capítulo, trazendo para o centro da roda a perspectiva psicanalítica de Lélia González. Poder e gênero na criminalidade, novos olhares de uma Criminologia para além do diagnóstico.
Queens, ladies and dangerous are terms used to referer to female perpetrators, particularly to the ones who integrate the “Crime Deck” in the State of Bahia. In this paper we sought, from qualitative method of Speech Analysis, to identify the codes and representations of criminal females and their possible intersections with the criminological critical field. The constitution process of this tool by the State’s Secretariat of Public Security and the women there inserted composed the first part of this dissertation. In the second chapter, the interpretation of speeches issued about women from the “Crime Deck”, racial matters and gender perspective explored by the Brazilian Critical Criminology were tackled. The discursive and epistemological blanks on female perpetrators highlighted the third chapter, by raising Lélia González’s psychoanalytical perspective. Power and gender in criminality, new views on a Criminology beyond diagnosis.
URI: https://repositorio.idp.edu.br//handle/123456789/3859
Aparece nas coleções:Mestrado Acadêmico em Direito Constitucional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSSERTAÇÃO_ MARIA BRITO ALVES _ MESTRADO ACADÊMICO EM DIREITO CONSTITUCIONAL.pdf5.44 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.