Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.idp.edu.br//handle/123456789/2393
Título: Um estudo sobre a aplicação subsidiária do Novo Código de Processo Civil aos processos de competência dos Juizados Especiais Cíveis e a perspectiva jurisprudencial
Tipo: Monografia de especialização
Autor(es): Braga, João Ferreira
Melo, Fernando Henrique de Santos Souza
Palavras-chave: Direito Processual Civil;Lei n. 9.099/95;Lei n. 13.105/15;Juizados Especiais Cíveis;Prestação Jurisdicional
Data do documento: 2017
Editor: IDP/EDB
Citação: MELO, Fernando Henrique de Santos Souza. Um estudo sobre a aplicação subsidiária do Novo Código de Processo Civil aos processos de competência dos Juizados Especiais Cíveis e a perspectiva jurisprudencial. Brasília: IDP/ EDB, 2017. 79 f. -Monografia. Instituto Brasiliense de Direito Público.
Resumo: Este trabalho estuda a aplicação subsidiária do Código de Processo Civil vigente aos processos que tramitam nos Juizados Especiais Cíveis, bem como analisa as implicâncias futuras de eventual jurisprudência firmada em dissonância com diploma legal base para o processo civil pátrio, se há de fato uma distorção dos preceitos norteadores do devido processo legal, bem como do objeto da efetiva prestação jurisdicional pelo Estado, por meio dos referidos juizados. A presente monografia se utiliza, como alicerce, da história dos Juizados Especiais Cíveis, iniciando pelo seu surgimento décadas após o revogado Código de Processo Civil de 1973 e poucos anos depois da promulgação da Constituição Federal de 1988, a qual estabeleceu um marco sob o ponto de vista das garantias e direitos fundamentais e do Estado Democrático de Direito, previsão da garantia do acesso à justiça e passando, especialmente, pelos princípios do contraditório, da ampla defesa e primazia do julgamento de mérito. Além disso, observa semelhanças e diferenças entre o procedimento comum da Lei 13.105/2015 e o especial, da Lei 9.099/95, aborda a hierarquia das leis, e traça um paralelo no tocante a atuação dos magistrados e demais servidores públicos do judiciário. A abordagem dessas questões se faz pertinente, pois a legislação dos Juizados Especiais Cíveis foi criada e entrou em vigor quando o diploma legal que regia as normas de processo civil teve sua concepção em um contexto social e judicial diferentes do atual. E, outrossim, porque sobrevieram alterações que causaram relevantes impactos na forma de manejo dos processos em trâmite em ambos procedimentos e, por conseguinte, no resultado final da prestação jurisdicional perquirida pelas partes litigantes. Analisa-se a utilização dos princípios que norteiam a atuação daqueles que são os possuidores de maior força dentro da relação judicial já triangularizada, e que emanam os entendimentos do Poder Judiciário. Discorre-se sobre.
Descrição: Monografia apresentada como requisito parcial à obtenção do título de Especialista em Direito Processual Civil no Curso de Pós-Graduação Lato Sensu do Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP.
URI: http://dspace.idp.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/2393
Aparece nas coleções:Especialização em Direito Constitucional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia - Fernando Henrique de Santos Souza Melo.pdf717.12 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.