Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.idp.edu.br//handle/123456789/1961
Título: A tutela de evidência no novo código de processo civil
Tipo: Monografia de especialização
Autor(es): Maia, Lucas Ribeiro Coutinho Mariz
Palavras-chave: Processo Civil;Tutela Jurisdicional;Tutela de Evidência;Tutela de Evidência, Ordenamento Jurídico
Data do documento: 15-Fev-2016
Editor: IDP/ EDB
Citação: MAIA, Lucas Ribeiro Coutinho Mariz. A tutela de evidência no novo código de processo civil. Brasília: IDP/ EDB, 2015. 60f. - Monografia (Especialização). Instituto Brasiliense de Direito Público.
Resumo: A pesquisa tem por objeto a análise da nova roupagem atribuída à tutela de evidência no Novo Código de Processo Civil, como instrumento de efetivação e adequação da tutela jurisdicional aos anseios da sociedade. Parte-se da premissa de que o direito processual é diretamente influenciado pelo que dispõe a Constituição, que impõe um novo modo de ser ao processo, impactando na sua forma de realização e concretização. Isso significa que o processo civil brasileiro passa por uma, necessária, reconfiguração de seus institutos fundamentais, como a jurisdição, a ação e o processo, bem assim ressignificação dos princípios do acesso à justiça, do contraditório, da ampla defesa, do devido processo legal, na busca por um modelo de processo que se ajuste aos reclamos da sociedade. Nessa remodulação de conceitos, a ação deixa de ser considerada um mero direito a um julgamento, passando a ser compreendida como garantia da efetividade da tutela de direitos. Não mais basta a obtenção de uma sentença sobre o mérito, devendo a ação assegurar a tutela jurisdicional em conformidade com a ordem constitucional. Neste cenário, a busca pela efetividade da tutela jurisdicional e o combate à morosidade se apresentam como alguns dos maiores problemas enfrentados pelo operador do direito. Assim, cada vez mais o operador do Direito se depara com a indagação de quem deve suportar os custos do tempo durante o curso do processo, em que momento será possível essa individualização, em que medida a sumarização do processo contribui para o escopo constitucional da prestação da tutela jurisdicional efetiva e adequada e como conciliar a necessária celeridade processual com o respeito ao contraditório e à ampla defesa. Diante disso, discorre-se sobre a busca pela efetividade da justiça e a (in)dependência de decisões acompanhadas de um acertamento, a adequação do processo tradicional na solução de certas soluções levadas a juízo, a superação do modelo tradicional, com o surgimento de novos instrumentos direcionados a tornar secundário o processo alicerçado em cognição completa e a necessidade de prestação jurisdicional. ponderação dos valores/princípios constitucionais que regem o processo para uma melhor prestação jurisdicional.
Descrição: Monografia apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho curso de Pós-Graduação Lato Sensu do Instituto Brasiliense de Direito Público- IDP
URI: https://repositorio.idp.edu.br/123456789/1961
Aparece nas coleções:Especialização em Direito Constitucional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia_Lucas Ribeiro Coutinho Mariz Maia.pdf420.68 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.