Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.idp.edu.br//handle/123456789/2392
Título: A inaplicabilidade da margem de preferência aos certames da TERRACAP
Tipo: Monografia de especialização
Autor(es): Costa, Apuám Carvalho da
Palavras-chave: Direito Administrativo;Direito Imobiliário;Direito Constitucinal;Administração Pública;Responsabilidade Civil do Estado;Licitação
Data do documento: 2016
Editor: IDP/EDB
Citação: COSTA, Apuám Carvalho da. A inaplicabilidade da margem de preferência aos certames da TERRACAP. Brasília: IDP/ EDB, 2016. 65 f. - Monografia. Instituto Brasiliense de Direito Público.
Resumo: Este estudo tem como objeto principal de investigação a inexistência de mecanismos jurídicos que favoreçam os licitantes estrangeiros nos certames licitatórios da TERRACAP, que atualmente administra e vende os imóveis situados no Distrito Federal. Os mecanismos jurídicos, capazes de garantir a utilização da margem de preferência, pelo licitante nacional, especificamente nos certames licitatórios da TERRACAP, foram analisados, considerando a possibilidade da aplicação do desenvolvimento nacional sustentável. A escolha deste tema se deu em razão de sua relação direta com o conteúdo programático das especializações, em Direito Imobiliário que, atualmente, se encontram disponíveis no mercado, além de fazer parte do dia-a-dia de um consultor jurídico ou mesmo daquele advogado que atue em causas relacionadas ao Direito Imobiliário, tanto em favor dos adquirentes quanto das incorporadoras. Sua relevância acadêmica decorre dos resultados obtidos, sendo eles favoráveis ou não, de forma que é notória a sua influência em relação a outros consultores e operadores do direito, que tenham interesse em se especializar no ramo imobiliário e queiram atuar no mercado brasiliense. Secundariamente, busca-se demonstrar a impossibilidade da aplicação do desenvolvimento nacional sustentável nos procedimentos licitatórios propostos pela TERRACAP, visando a venda de bens imóveis de sua propriedade à terceiros, nacionais e estrangeiros. Finalmente, ressalta-se a inexistência, no ordenamento jurídico brasileiro, de elementos que permitam o uso da margem de preferência, para favorecer os licitantes nacionais em desfavor dos estrangeiros.
Descrição: Monografia apresentada como requisito parcial à obtenção do título de Especialista em Direito Administrativo, no Curso de Pós-Graduação Lato Sensu do Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP.
URI: http://dspace.idp.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/2392
Aparece nas coleções:Especialização em Direito Administrativo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia_Apuám Carvalho da Costa.pdf325.16 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.